Acusado de matar Gabriel Brenno é condenado a mais de 15 anos de prisão

Ele foi condenado a 15 anos 6 meses e 20 dias de reclusão em regime fechado, por matar o estudante Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira com um tiro na cabeça no dia 17 de julho de 2019.

Avalie a matéria:
tu | ftu

A 2ª Vara do Tribunal do Júri de Teresina realizou nesta segunda-feira (07), o  julgamento de Deivid Ferreira de Sousa, de 34 anos no Fórum Criminal de Teresina. Ele foi condenado a 15 anos 6 meses e 20 dias de reclusão em regime fechado, por matar o estudante Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira com um tiro na cabeça no dia 17 de julho de 2019.

A sessão, presidida pela juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, iniciou ainda durante o período da manhã e foi encerrada por volta das 19h50 da noite de hoje, tendo a maioria dos votos dos jurados favoráveis pela condenação do acusado, com as teses da defesa recusadas no julgamento. Deivid Ferreira será encaminhado ao sistema prisional para o cumprimento da pena. 

Na sentença, foi destacado que o homicídio foi praticado por motivo fútil, diante da denúncia que constou nos autos e depoimentos, que Deivid Ferreira matou o estudante por ciúmes, pela suposta ocorrência de um envolvimento amoroso entre a vítima e a companheira do autor do crime.

Gabriel Brenno: Relembre passo a passo o crime que chocou o Piauí

Família do estudante e advogados durante julgamento do acusado do crime (Foto: Divulgação)

O CASO

Gabriel foi atingido com um tiro na cabeça na manhã do dia 17 de julho de 2019 próximo a um curso preparatório, na Rua Paissandu, no Centro de Teresina, no momento em que saia da pensão onde estava hospedado. Natural de Caxias-MA, Gabriel estava na capital para estudar. 

No dia 19 de julho daquele ano, a equipe médica do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), abriu um protocolo composto de morte cerebral onde três exames foram feitos, sendo dois clínicos e um de imagem, para confirmar ou não se a vítima ainda apresenta atividade cerebral. Ainda no mesmo dia, os médicos constataram que o mesmo ainda apresentou atividade elétrica cerebral.

Acusado de matar Gabriel Brenno é condenado a mais de 15 anos de prisão (Foto: Meio Norte)

Os policiais obtiveram a informação de que o acusado havia saído de casa no dia do crime, por volta de 06h30, dizendo que levaria o pai, que mora em Timon, para a fisioterapia, porém ele não apareceu na residência do pai naquele dia onde se deslocou imediatamente para a Rua Paissandu, quando esperou o estudante sair da pensão onde morava, para realizar o disparo.

A Polícia Civil do Piauí então solicitou à justiça a prisão preventiva do suspeito do crime. A principal linha de investigação foi de crime passional, já que segundo as investigações, a vítima tinha um relacionamento amoroso com a esposa do acusado.

 

 



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES