Golpe do Pix: Polícia prende suspeitos de desviar doações para as vítimas das chuvas no RS

Até o início desta tarde, um casal havia sido detido, e pelo menos 5 contas bancárias foram bloqueadas.

Avalie a matéria:
Golpe do falso pix para vítimas das enchentes do RS era aplicado por membros da mesma família | Polícia Civil / Divulgação
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul, com auxílio da Polícia Civil de São Paulo, deteve duas pessoas acusadas de fraude por criarem contas falsas do governo gaúcho para captar doações destinadas às vítimas das enchentes no estado.

A Operação Dilúvio Moral foi realizada em Santo André, no ABC Paulista, nesta quarta-feira (15), visando cumprir três mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão na região da Grande São Paulo.

Até o início desta tarde, um casal havia sido detido, e pelo menos 5 contas bancárias foram bloqueadas. Adicionalmente, 15 páginas fraudulentas foram removidas, todas criadas para desviar fundos destinados às vítimas.

 Operação Dilúvio Moral foi realizada em Santo André para prender envolvidos em golpe. (Foto: Reprodução)

Leia Mais

O grupo, composto por dois homens, uma mulher e um menor de idade, filho do casal detido, criou perfis falsos nas redes sociais, simulando serem representantes do governo gaúcho, e iniciaram uma campanha de doações, divulgando chaves PIX de contas de pessoas físicas para receber os valores.

Policiais civis em ação para prender integrantes da mesma família que aplicavam golpe do falso pix. (Foto: Reprodução)

De acordo com a polícia gaúcha, a fraude começou nos primeiros dias da calamidade, enganando muitas pessoas que acreditaram estar contribuindo para a reconstrução do estado, quando na realidade estavam sendo vítimas de uma associação criminosa com sede em São Paulo.

Os suspeitos, cujas idades variam entre 17 e 45 anos, têm antecedentes criminais por crimes como roubo, porte ilegal de arma de fogo, furto e tráfico de drogas. As investigações continuam em busca de outras evidências e possíveis novos membros do grupo.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES