PM é preso por furto de energia em condomínio na zona Leste de Teresina

O policial foi conduzido à Central de Flagrantes de Teresina e encontra-se à disposição da Justiça

Avalie a matéria:
|

Na manhã desta terça-feira (28), durante o cumprimento de um mandado de busca em um condomínio na zona Leste de Teresina, a Polícia Civil do Piauí, através do 11º Distrito Policial,  prendeu um policial militar do Maranhão identificado como Christofer Leonel Pio Santos. 

O PM foi preso pelo crime de furto de energia elétrica. Essa seria a terceira vez que o militar praticava o crime de furto de energia. Ele também é investigado pela prática de furto de água.

PM é preso por furto de energia em condomínio na zona Leste de Teresina - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Ao Meionorte.com, o delegado Samuel Silveira, titular do 11º DP, declarou que durante a busca no condomínio, a equipe de fiscalização constatou que o apartamento de Christofer Leonel, estava com o medidor de energia adulterado, o que caracteriza o crime de furto de energia elétrica. 

"A Polícia Civil do Piauí, através do 11º Distrito Policial, juntamente com a Gerência de Polícia Especializada, prenderam em flagrante um policial militar do Maranhão, que era contumaz, de acordo com apurado pela própria Equatorial, na prática do furto de energia, em um condômino da zona Leste da capital", disse o delegado.

Informações extraoficiais apontam ainda que foi encontrado substância análoga a cocaína dentro do apartamento de Christofer. O policial militar  foi conduzido para Central de Flagrantes, onde ficará detido e deve passar por audiência de custódia na quarta-feira (29).

O furto de energia elétrica é uma prática criminosa que pode gerar graves consequências para o consumidor, como multas e até mesmo o corte do fornecimento de energia. Além disso, é considerado um crime contra a ordem econômica e pode resultar em pena de até 8 anos de reclusão, de acordo com o Código Penal Brasileiro.

 A Polícia Militar do Maranhão deve se pronunciar sobre o caso e adotar as medidas disciplinares cabíveis.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES