Haddad alfineta oposição na Câmara: 'Faz exame de DNA que vai saber quem deu calote'

O ministro da Fazenda defendeu a decisão do governo Lula (PT) de quitar a dívida de precatórios, uma despesa adiada pela gestão anterior de Jair Bolsonaro (PL)

Avalie a matéria:
Ministro Fernando Haddad em audiência na Câmara dos Deputados | Cristiano Mariz/O Globo

Na quarta-feira (22), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, participou de uma audiência na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, onde enfrentou uma série de bate-bocas com parlamentares. Haddad respondeu duramente às críticas da oposição, acusando-os de propagar mentiras na internet. Em um dos momentos mais tensos, o deputado Filipe Barros (PL-RS) acusou o governo de manipular os dados das contas públicas, ao que o ministro retrucou que "não vale a pena trabalhar com fake news".

Ministro Fernando Haddad na Câmara dos Deputados - Foto: Reprodução

quitação da dívida dos precatórios

Haddad defendeu vigorosamente a decisão do governo Lula (PT) de quitar a dívida de precatórios, uma despesa adiada pela gestão anterior de Jair Bolsonaro (PL). Ele destacou que somente dois presidentes deram "calote" nas dívidas: Fernando Collor e Jair Bolsonaro. "Esse déficit, deputado, não é nosso. O filho é teu, tem que assumir a paternidade, faz o exame de DNA que vai saber quem deu calote", disse o ministro, enfatizando que estava lá para restabelecer a verdade, não para polarizar.

"A terra é redonda o tempo todo”

A sessão também incluiu uma troca de farpas entre Haddad e outros deputados. Ao responder ao deputado Abílio Brunini (PL-MT), que o chamou de "negacionista da economia", Haddad comparou os apoiadores de Bolsonaro aos negacionistas científicos. "A terra é redonda o tempo todo. Vocês negam que a terra é redonda, vocês negam a vacina, vocês negam que deram o calote em precatório", afirmou.

Ministro Fernando Haddad respondendo aos ataques de parlamentares da oposição na Câmara dos Deputados - Foto: Reprodução

LACRAÇÃO NAS REDES SOCIAIS

Durante a discussão com o deputado Kim Kataguiri (União Brasil-SP) sobre ICMS em importações, Haddad acusou Kataguiri de "lacrar na rede" e desafiou-o a criticar o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas. A audiência, que durou quase cinco horas, ainda abordou a cultura, com Haddad defendendo seu gosto por artes em resposta às críticas de outro parlamentar sobre sua presença no show da Madonna. "Deputado, isso não é problema seu, não vai no show da Madonna, quem gosta vai", concluiu Haddad.

Para mais informações, acesse meionews.com

Leia Mais
Veja Também
Tópicos
SEÇÕES