No Piauí, Lula libera a construção de mais 1,3 mil moradias em seis municípios. Veja a lista!

De acordo com o presidente, ao todo seis cidades serão beneficiadas com os empreendimentos

Avalie a matéria:
Presidente Lula visita o Piauí em Caravana Federativa | Raíssa Moraes

O presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, participa do encerramento da décima edição da Caravana Federativa nesta sexta-feira, 21 de junho. A ação visa aproximar o Governo Federal dos municípios, pautando a desburocratização do acesso aos programas e convênios da União. 

Ao todo, no Piauí, foram realizados mais de 2,3 mil atendimentos aos gestores, de acordo com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.  

"A Caravana Federativa mostra o carinho e amor que o presidente Lula tem pelo Piauí. (...)  O presidente Lula disse que o primeiro ano do nosso governo era o ano para colocar a semente. E esse ano é o ano da colheita, e cada prefeito, cada secretário, cada gestor municipal que veio aqui colocando o seu município com a colheita de mais investimentos, mais convênios, liberação de recursos para que desenvolva das ações, isso é bom para o prefeito, o secretário e vai ser melhor ainda para as cidades do Piauí", cravou.

O ministro das Cidades, Jader Filho, também marca presença no evento e ressaltou que nunca viu um povo amar mais o presidente Lula do que o piauiense. O líder da pasta ainda enalteceu a assinatura de uma portaria que autoriza a construção de 1.351 moradias no Piauí, em 15 empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (MCMV-FAR).

Leia Mais

"Vamos recuperar o tempo da preguiça, o tempo da escuridão que esse país passou antes do seu Governo. Eu estou feliz porque estão chegando as metas", disse o ministro das Cidades. 

Ao todo, seis cidades do Piauí serão beneficiadas com os empreendimentos: Água Branca, Floriano, José de Freitas, Piripiri, Teresina e União. Considerando os valores máximos para cada município, o montante de investimento somado chega a R$193,7 milhões.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES