Senado aponta quem será o próximo na mira da cassação do TRE após Moro

Parlamentares entram em consenso de que a cassação de Moro é iminente, podendo ser confirmada pelo TSE

Senadores Sergio Moro e Jorge Seif | Geraldo Magela/Agência Senado
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Na segunda-feira (1º), o ex-juiz Sergio Moro (União-PR) começou a ser julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). No Senado, há um consenso de que sua cassação é iminente, podendo ser confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), caso não ocorra no âmbito estadual. Além disso, há especulações sobre o senador Jorge Seif (PL-SC) como possível próximo alvo de cassação, também por abuso de poder econômico.

O julgamento de Seif no TSE está marcado para quinta-feira (4), após o Ministério Público Eleitoral defender sua cassação por utilizar a estrutura da rede varejista Havan em sua campanha em 2022. No caso de Moro, o relator das ações de cassação, Luciano Falavinha, recorreu a precedentes de outros políticos para votar a favor da manutenção do mandato do senador.

Falavinha traçou um paralelo entre Moro e outros políticos que ensaiaram candidaturas à Presidência em 2022. Ele argumentou que apenas as despesas do União Brasil, partido pelo qual Moro disputou o Senado, deveriam ser consideradas para a cassação. Segundo o relator, os gastos na legenda anterior de Moro não seriam relevantes para o julgamento.

O relatório de Falavinha reduziu significativamente as despesas de Moro na pré-campanha, contestando o abuso de poder econômico alegado pela oposição. A análise do desembargador influenciará a decisão de outros seis juízes que ainda devem se manifestar sobre o caso no TRE-PR.

Para mais informações, acesse meionews.com

Leia Mais


Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES