Brasil se torna epicentro global da dengue, com 82% dos casos e mortes em 2024

No Brasil, dados do Ministério da Saúde até 25 de maio mostram um aumento de 328,6% nos casos prováveis de dengue em 2024

Avalie a matéria:
Montagem mostra o vírus da dengue e o mosquito transmissor | Montagem/MeioNews

O Brasil é o líder global em diagnósticos e mortes por dengue em 2024, responsável por 82% de todos os casos suspeitos da doença no mundo, segundo um novo informe da Organização Mundial da Saúde (OMS). O relatório revela que, até o último dia 27, foram identificados 7,67 milhões de casos suspeitos de dengue globalmente, com 3,57 milhões confirmados. Desses, 6,3 milhões de casos suspeitos e 3,04 milhões de casos confirmados são do Brasil.

Foto: Reprodução

sistema de vigilância da OMS

Frente ao avanço global da dengue, a OMS implementou um sistema de vigilância com um painel de dados atualizado. O Brasil representa 77,3% das 3.680 mortes globais por dengue e 82,3% dos 16.242 casos graves registrados. No entanto, a OMS alerta que muitos países carecem de mecanismos adequados de diagnóstico e registro, subestimando o verdadeiro impacto da doença mundialmente. A entidade defende uma vigilância robusta em tempo real para enfrentar a propagação da dengue.

risco global da dengue

A OMS destaca que a Região das Américas foi especialmente afetada, com mais de sete milhões de casos reportados até abril de 2024, superando o recorde anual de 4,6 milhões em 2023. Este número é três vezes maior do que o registrado no mesmo período de 2023, evidenciando a rápida aceleração do problema de saúde. Dada a escala dos surtos atuais, o risco global da dengue é considerado alto.

Foto: Reprodução

aumento de 328,6% dos caso no Brasil

No Brasil, dados do Ministério da Saúde até 25 de maio mostram um aumento de 328,6% nos casos prováveis de dengue em 2024 em comparação ao mesmo período do ano passado. A OMS enfatiza a importância de intervenções eficazes de controle de vetores e recomenda o uso da vacina TAK-003, da farmacêutica Takeda, para crianças de 6 a 16 anos em regiões com alta incidência da doença. A vacinação é parte de uma estratégia integrada que inclui controle de vetores, gestão adequada de casos e engajamento comunitário.

Para mais informações, acesse meionews.com

Leia Mais


Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES