Mortes por dengue no Piauí são quase o triplo em 2024 comparado a 2023

Março com maior número de casos notificados e provavéis em 2024, em comparação com o mesmo período de 2023

Avalie a matéria:
Mosquito da dengue pousado em uma pessoa. | FOTO: Cidade de Ebu das Artes

O Piauí vive um cenário preocupante em relação à dengue. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesapi) atualizado na tarde desta terça-feira (28), até o final de maio de 2024, 11 pessoas perderam a vida para a doença. Esse número representa quase o triplo de 2023, quando foram registradas quatro mortes durante todo o ano.

EM UM DIA

O número de óbitos em investigação, em relação à segunda-feira (27), que era de 4, após a última atualização de hoje, subiu para 5. Conforme apurado pelo MeioNews.com, com base nos dados do Painel da Sesapi, em apenas um dia o número de casos prováveis subiu 109, já que ontem era 10.730. 

O número de casos confirmados também apresentaram um aumento de 6.467 para 6.533. 

Infográfico feito com base na última atualização do Painel da Dengue da Sesapi, atualizado dia 28/05/2024./ Imagem: Jéssica Dayane

Conforme os dados da Sesapi, até o momento, o mês de março é o que apresentou o maior número de casos notificados em relação ao mesmo período de 2023. Além disso, é o mês que mais registrou casos prováveis de 2024.

 MEDIDAS TOMADAS

Na última sexta-feira (24), membros do Comitê de Operações Emergenciais (COE) se reuniram para definir ações e diretrizes de vigilância para prevenir, controlar e acompanhar as medidas desenvolvidas no estado para o enfrentamento à dengue.

Segundo o secretário de Saúde, Antônio Luiz, serão agregadas novas ações às que já são realizadas de forma contínua pela Sesapi.

“O COE deve fazer um documento pedindo à Prefeitura de Teresina que realize a coleta de resíduos em terrenos baldios da cidade. Também vamos fazer um levantamento de algumas residências em que já foram detectadas larvas do mosquito e que estão abandonadas. Estas casas precisam ser abertas para as equipes fazerem a higienização. Para isso, vamos pedir o auxílio da Procuradoria Geral do Estado”, afirma.

PREVENÇÃO

  • Evite parada em pneus, latas e garrafas vazias sempre é importante, assim como cuidar as plantas e vasos, potes e outros objetivos que acumulam água. 
  • Realizar a limpeza regular da caixa d'água e sempre mantê-la fechada, com tampa adequada também entra nesta lista. 
  • O uso de repelente e a vacina, também são formas eficazes de prevenção.


Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES