Caso Janaína Bezerra:Justiça decreta prisão preventiva de suspeito do crime

Thiago Mayson estava preso provisoriamente e teve a prisão convertida em preventiva. A decisão foi proferida pela juíza de plantão Haydee Lima de Castelo Branco.

Avalie a matéria:
janaina | reprodução

Thiago Mayson da Silva Barbosaprincipal suspeito de estuprar e matar a estudante de jornalismo, Janaína da Silva Bezerra, teve a prisão preventiva decretada pela justiça do Piauí na tarde deste domingo (29). A decisão foi proferida pela juíza de plantão Haydee Lima de Castelo Branco. 

Caso Janaína Bezerra:  Suspeito de estuprar e matar estudante tem prisão preventiva decretada

Janaína Bezerra foi abusada sexualmente e teve o pescoço quebrado na madrugada de sábado (28), após uma calourada na Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Teresina. 

Leia Mais

Em depoimento, o aluno do Programa de Pós-Graduação em Matemática da UFPI, alegou que permaneceu ao lado do corpo da vítima durante toda a madrugada e solicitou socorro à segurança da Universidade por volta das 9h de sábado (28), que conduziu a vítima ao Hospital da Primavera, onde foi constatado o óbito. 

Conforme o laudo divulgado pelo IML, a causa da morte aponta para trauma raquimedular por ação contundente, ou seja, houve uma contusão na coluna vertebral a nível cervical, o que causou lesão da medula espinhal e a morte.

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) informou a suspensão das atividades acadêmicas e administrativas nesta segunda-feira (30) no campus Ministro Petrônio Portella, em Teresina. O corpo da jovem foi enterrado sob forte comoção no fim da tarde de domingo (29), no cemitério do bairro Santa Maria da Codipi, na zona Norte de Teresina. Revoltados com o caso, familiares e amigos pedem justiça.

Alunos de jornalismo marcam homenagens na UFPI

Estudantes do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Piauí (UFPI) divulgaram uma programação de homenagens a Janaína da Silva Bezerraestudante violentada sexualmente e morta neste sábado no prédio da UFPI Segundo o Centro Acadêmico, será realizada uma vigília e caminhadas junto à comunidade e amigos, em memória de Janaína.

Estudantes de Comunicação Social divulgaram programação para homenagear aluna morta

Nas redes sociais, o Centro Acadêmico de Comunicação Social da UFPI divulgou uma programação em memória à estudante. De acordo com a publicação, a partir das 16h de segunda-feira (30), a comunidade estará realizando uma vigília e em seguida caminhadas com momentos de reflexão, coletividade e celebração à memória de Janaína.

Sindicato dos Jornalistas emite nota de repúdio

A direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Piauí (Sindijor/PI) e   Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) emitiram nota de repúdio à violência contra as mulheres e se solidarizaram com a família e manifestou seu apoio aos pais e aos amigos da jovem estudante de jornalismo.

As entidades também cobram das autoridades de Segurança Pública apuração do crime e que a Justiça seja rigorosa no julgamento e condenação dos culpados (a) e que acompanharão cada passo das investigações do caso.

Confira a nota na íntegra: 

REPÚDIO À VIOLÊNCIA

CONTRA AS MULHERES

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Piauí (Sindjor-PI) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) receberam com imensa tristeza a notícia da morte da estudante de jornalismo, Janaína da Silva Bezerra, 22 anos, nas dependências da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A jovem teria participado de uma calourada realizada dentro da instituição de ensino.

O Sindjor-PI e Fenaj lamentam que, infelizmente, mulheres são vítimas, diariamente, de violências, seja nas ruas, em transporte público, no ambiente de trabalho, em instituições publicas e privadas de ensino, em hospitais, e até mesmo em suas casas. Ou seja, não há um único espaço que possa indicar perigo. O que deve ser combatido é toda e qualquer forma e tipo de violência contra as mulheres, com a devida punição ao(s) culpado (s).

Inclusive, enquanto profissionais do jornalismo, devemos nos atentar com a forma de midiatizar as informações, sem violentar mais ainda a vítima, a família e a todos, que de alguma forma, são atingidos ou atingidas.

O Sindjor-PI e Fenaj se solidarizam com a família e manifesta seu apoio aos pais e aos amigos da jovem, neste momento de grande dor. Ao tempo, também, que cobram das autoridades de Segurança Pública apuração do crime e que a Justiça seja rigorosa no julgamento e condenação dos culpados (a) e que acompanharão cada passo das investigações do caso.

Teresina, 29 de janeiro de 2023

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Piauí



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES