Força Nacional irá reforçar a segurança dos abrigos no Rio Grande do Sul

O Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou que homens reforçarão a segurança dos abrigos que estão acolhendo pessoas deslocadas devido aos temporais e enchentes

Avalie a matéria:
Força Nacional em abrigo no Rio Grande do Sul | Foto: Divulgação / Força Nacional / MJSP
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Na tarde deste sábado (11), o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou que homens da Força Nacional irão reforçar a segurança dos abrigos no Rio Grande do Sul, que estão acolhendo pessoas deslocadas devido aos temporais e enchentes, que já resultaram em 136 mortes no estado.

PRISÃO: Essa decisão ocorre após a Secretaria da Segurança Pública (SSP) estadual confirmar a prisão de pelo menos 11 pessoas por crimes cometidos nos abrigos. De acordo com informações fornecidas pela pasta, o efetivo será de 300 profissionais até a próxima semana. 

Estes militares já estavam envolvidos em operações de resgate das vítimas dos temporais e em patrulhamento ostensivo em várias cidades do estado.


ESTADO COLABORANDO: Nesta sexta-feira (10), o governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou que o estado irá colaborar com as prefeituras nos abrigos. A Polícia Civil afirmou estar realizando rondas constantes nos maiores abrigos, enquanto as estruturas menores são monitoradas em operações específicas. 

Além disso, cerca de 1 mil policiais militares aposentados foram convocados para reforçar a segurança nos abrigos, já que não podem ser empregados no patrulhamento das ruas.

ABRIGO EMERGENCIAL: Em Porto Alegre, a prefeitura divulgou a criação de um abrigo emergencial exclusivo para mulheres e crianças, a ser instalado no Foro Regional do Partenon, na Zona Leste da capital. Também foram contratados serviços de vigilância privada para os abrigos municipais.

RESGATES: O governo informou que mais de 2 mil pessoas já foram resgatadas pelas polícias federais, que estão utilizando embarcações, botes, jetskis e viaturas para as operações de socorro.

TEMPORAL NO RS: Até a tarde deste sábado, além das 136 mortes confirmadas, o boletim da Defesa Civil reportou 125 pessoas desaparecidas e 756 feridos. O estado também contabiliza 441,3 mil deslocados. 

Dentre esses, 71,3 mil estão em abrigos e 339,9 mil estão desalojados, hospedados na casa de parentes ou amigos.Dos 497 municípios gaúchos, 444 reportaram problemas devido às chuvas, impactando 1,95 milhão de pessoas.

Leia Mais


Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES