Garota de programa mata rival com pedaço de garrafa durante briga em bar

De acordo com informações da polícia, as mulheres tinham um histórico de brigas recorrente

Avalie a matéria:
Garota de programa mata rival com pedaço de garrafa | Reprodução

Uma jovem de 28 anos foi presa suspeita de matar com um gargalo de garrafa Jéssica Rodrigues, de 30 anos, durante uma briga de bar em Acreúna, sudoeste de Goiás. O momento da agressão foi registrado por câmeras de segurança do local. De acordo com a polícia, as duas mulheres eram garotas de programa e se desentendiam frequentemente. 

Conforme informações da justiça, a jovem participou de uma audiência de custódia, resultando na conversão de sua prisão em flagrante para prisão preventiva. O incidente ocorreu por volta das 5h40 do sábado (25). Um vídeo registra o momento em que a suspeita faz um gesto, aparentemente desafiando a vítima para a briga. Durante a discussão, Jéssica lança uma lata de cerveja no rosto de sua rival.

Logo em seguida, as duas mulheres envolvem-se em uma briga, resultando na queda da suspeita no chão. Um homem se aproxima para ajudá-la a se levantar. Nesse momento, ela retira uma garrafa que estava presa à cintura dele e parte em direção a Jéssica, desferindo um golpe em seu pescoço com a garrafa quebrada. O vídeo registra o momento em que a vítima cai no chão. 

Leia Mais

Testemunhas da confusão prestaram os primeiros socorros a Jéssica. Segundo informações da polícia, apesar de ter sido encaminhada para o hospital municipal, a mulher não resistiu à gravidade do ferimento e veio a óbito. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e prender a suspeita em flagrante. De acordo com os policiais que atenderam o caso, a mulher suspeita confessou o crime. 

Desentendimento frequente 

De acordo com a Polícia Militar, as duas mulheres possuem um histórico de desentendimentos corriqueiros. As causas das desavenças ainda são desconhecidas. Os policiais detalham ainda que ambas possuem antecedentes criminais. A mulher presa em flagrante já havia sido presa em outro momento por ameaça e desacato.

A vítima por sua vez, tinha passagens pela polícia por uso e tráfico de drogas, além de homicídio.  O caso agora segue em responsabilidade da Polícia Civil de Goiás. 



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES