Itália afirma ter vários registros de suposta agressão contra Moraes

A Interpol da Itália enviará as gravações para a Interpol brasileira, que as repassará imediatamente ao delegado responsável pelo inquérito.

Avalie a matéria:
Investigados por agressão verbal a Moraes | Reprodução TV

A Direção Geral da Polícia Federal informou, por intermédio da Policial Federal em Roma, que dispõe de várias imagens gravadas a respeito do caso  envolvendo o Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF)e sua família no Aeroporto Internacional de Roma. As autoridades italianas separaram todo o material gravado e instruíram a equipe do aeroporto para preservar todas as gravações do incidente. 

Atualmente, o conteúdo é mantido em sigilo e a polícia italiana detém a íntegra das filmagens e está pronta para entregá-las à Polícia Federal brasileira. No entanto, alguns procedimentos burocráticos devem ser cumpridos antes que o material possa ser adicionado ao inquérito policial em andamento na Diretoria de Inteligência (DIP) da PF em Brasília, Distrito Federal.

De acordo com informações divulgadas pela TV Globo, Diretor-Geral da PF, Delegado Andrei Passosque está acompanhando o presidente Lula na Bélgica, ordenou ao adido policial em Roma e à DIP que utilizem todos os mecanismos possíveis de cooperação internacional entre os dois países para trazer o material ao Brasil o mais rápido possível.

Leia Mais

A solicitação formal para obtenção das imagens do circuito interno do aeroporto de Roma já foi feita pela Polícia Federal para a polícia italiana, por meio da Secretaria Nacional de Justiça brasileira. Essa solicitação será encaminhada pela Secretaria Nacional de Justiça à autoridade central italiana responsável, equivalente à Secretaria Nacional de Justiça italiana.

Após a autorização ser concedida, a Interpol da Itália enviará as gravações para a Interpol brasileira, que as repassará imediatamente ao delegado responsável pelo inquérito em Brasília. Todo o processo é conduzido eletronicamente, com o envio dos arquivos de mídia através de nuvem entre as instituições. No entanto, o adido da PF em Roma está se reunindo pessoalmente com as instituições para agilizar a liberação das imagens.

Uma vez que o material esteja sob posse do delegado encarregado do caso, ele passará por perícia e será transcrito para auxiliar nas investigações. um casal é acusado de disparar agressões verbais contra Alexandre de Moraes,  afirmou tudo não passou de "mal-entendido" e de acordo com informações da PF, Roberto Mantovani Filho, sua esposa Andréa Munarão e o genro Alex Zanatta teriam xingado o magistrado em um aeroporto em Roma, na Itália, na última semana passada.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES