Pragas, Cólera, Febre Amarela: surpreenda-se com as maiores epidemias do mundo

Bactérias, virus e outros microorganismos já causaram estragos tão grandes à humanidade quanto as mais terriveis guerras, terremotos e erupções de vulcões.

Avalie a matéria:
Bactérias, virus e outros microorganismos já causaram estragos tão grandes à humanidade | Google

PRAGA DE ATENAS

Quando: 429 a.C-426 a.C

Número de mortes: 75.000-100.000

PRAGA ANTONINA

Quando: 165-180

Número de mortes: 5 milhões

PRAGA DE JUSTINIANO

Quando: 541-542

Número de mortes: 1 milhão

EPIDEMIA DA VARÍOLA JAPONESA

Quando: 735-737

Número de mortes: 1 milhão

PESTE NEGRA (ou Morte Negra ou Peste Bubônica)

Quando: 1347-1351

Número de mortes: 200 milhões

FEBRE AMARELA

Quando: Início dos anos 1800

Número de mortes: 100 mil-150 mil

CÓLERA

Quando: 1817-1923

Número de mortes: 1 milhão

(a sexta pandemia foi a mais letal)

GRIPE RUSSA

Quando: 1889-1890

Número de mortes: 1 milhão

GRIPE ESPANHOLA

Quando: 1918-1919

Número de mortes: 40 milhões-50 milhões

Você sabia que a Gripe Espanhola não teve origem na Espanha?

GRIPE ASIÁTICA

Quando: 1957-1958

Número de mortes: 1,1 milhão

GRIPE DE HONG KONG

Quando: 1968-1970

Número de mortes: 1 milhão

SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave)

Quando: 2002-2003

Número de mortes: 700

GRIPE H1N1 (Gripe Suína)

Quando: 2009-2010

Número de mortes: 200 mil

EBOLA

Quando: 2014-2016

Número de mortes: 11.300

MAIS CURIOSIDADES E NOTÍCIAIS SOBRE EPIDEMIAS, DOENÇAS E PRAGAS:

Mulher vai ao médico com coceira, fedor na região íntima e descobre doença nojenta

4 dicas para diferenciar o mosquito da dengue de um mosquito comum

Brasil chega a 3 mil mortes confirmadas por dengue em 2024

Leptospirose: entenda a doença transmitida por xixi de rato

Febre oropouche avança e infecta mais de 5 mil pessoas; veja sintomas e tratamento

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES