Defesa da esteticista Natalia Becker cogita corresponsabilidade de paciente morto

De acordo com a defesa, a esteticista teria feito diversas perguntas sobre as condições médicas e o uso de medicamentos por parte de Henrique

Avalie a matéria:
Imagens registradas por câmeras de segurança no momento da morte de Henrique | Reprodução

Os advogados da influencer Natalia Becker, indiciada por homicídio doloso pela morte de Henrique Chagas, aguardam o resultado do exame necroscópico do Instituto Médico Legal (IML) para definir a estratégia de defesa. O laudo, previsto para ser divulgado até o fim do mês, deve esclarecer se a morte de Henrique foi causada pela aplicação de fenol em seu rosto durante um peeling realizado por Natalia no último dia 3 de junho.

CORRESPONSABILIDADE DE HENRIQUE CHAGAS

Tatiane Forte, advogada de Natalia, afirmou que o documento pode apontar uma corresponsabilidade por parte de Henrique. Segundo Tatiane, apesar de Natalia não ter encaminhado o paciente para exames médicos, ela fez diversos questionamentos sobre condições médicas e uso de medicamentos. "A responsabilidade que estão colocando nas costas dela é muito grande. Precisamos entender o que aconteceu e qual foi a causa da morte", disse Tatiane.

Natalia Becker durante um atendimento (Foto: Redes Sociais)

Natalia Becker, que não tem formação médica, realizou o peeling de fenol baseando-se em um curso online. O Conselho Regional de Medicina de São Paulo afirma que apenas médicos podem realizar esse procedimento. A defesa, no entanto, argumenta que não há consenso sobre essa regulamentação. Um projeto de lei apresentado pelo deputado Rogério Nogueira (PSDB) na Assembleia Legislativa de São Paulo busca regulamentar que apenas médicos possam realizar peelings de fenol.

Leia Mais

NATALIA É ACOMPANHADA POR PSIQUIATRA

Segundo Tatiane Forte, Natalia Becker está passando por um momento difícil e sendo acompanhada por um psiquiatra. A influencer está sem fonte de renda e sem perspectiva de futuro. "Ela não tem como trabalhar agora. Está mal psicologicamente, com acompanhamento psiquiátrico, e não consegue dormir. Ela fez tudo com muito amor e propósito, mas agora está sem moral e sem fonte de renda", desabafou a advogada.

Uma câmera de monitoramento instalada na clínica estética de Natalia flagrou o momento em que Henrique Chagas da Silva começou a passar mal, ainda na maca após o procedimento, e ficou desacordado. Pouco depois, ele teve o óbito constatado por uma equipe do Samu.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES